quarta-feira, 31 de março de 2010

Sou eu, mais que você...


Ainda que fosse uma beirada..uma saudade mal vivida
...ainda assim seria vida...de posse uma saudade...
uma lembrança...posteridade...liberdade...
ou então um lamentar...depois

mas mesmo assim seria sonhar
riria... ao acordar e ponto
sou frio, um rio de pura certeza
convirjo...conspiro contra tristeza

da mata, sou a sombra
assombro esse meu pequeno pesar
queria ter na noite a certeza
mas pena: princesa apenas no contar.

uma certa leveza me leva
tão longe...ironia
de tarde..sozinho me assombro
me somas...incerta...assim seremos, e só

2 comentários:

Cinema é arte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cinema é arte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.