sexta-feira, 26 de março de 2010

Dizem os antigos...

Dizem os antigos (ou terei sonhado), que quando o náufrago quer se afogar, constrói um barco. Verdade pura. Nua e crua como as cheinhas do Botero. Mas, existe sempre um porém nas grandes navegações. Quando Colombo, por pura teimosia (ou por ter informações privilegiadas como alguns membros do governo), resolveu que descobriria o Novo Continente, não sabia o tamanho da encrenca que iria enfrentar. Mas ele veio, assim dizem os livros de história, e apesar do grande feito, viu sua descoberta se chamar América, ou invés de Colômbia. Se bem que ele recebeu essa homenagem depois. Mas, digamos, é como ter sido eleito presidente do país e ter que trabalhar no congresso. Então, um dia desses sem mais nada para fazer, resolvi me aventurar no mundo das descobertas. Meu primeiro impulso foi procurar um antigo professor. Trata-se de nada mais nada menos que Timonieri Cosa Fatta, professor de história, cantor, poeta e síndico. Diz ele que um de seus maiores feitos foi descobrir uma pequena ilha, que ele batizou de Piccola Sardenha. A ilha é tão pequena e difícil de achar que nunca mais foi encontrada. Dizem até que era cercada de pedras ao invés de água. Bem, que seja. Mas meu interesse em Timonieri não diz respeito ao seu grande conhecimento náutico. É que ele, como cantor e poeta sempre escreveu belíssimas canções românticas (italianas). É dele a famosíssima canção Senza Brache, Senza Donna ma Felice. Tá. Qual minha dúvida com o professor: Como descobrir o amor de uma mulher. Ele disse que essa informação podia custar caro. Principalmente se eu assimilasse o que ele me ensinaria. Aí ele não poderia fazer mais nada. Mas mesmo assim, depois de me fazer tomar três garrafas de vinho com ele pra relaxar (eu, porque ele ficou completamente bêbado), me disse que "as mulheres são as descobertas mais difíceis. Não agora que andam com poucos trapos sobre o corpo. Mas normalmente são como as pequenas ilhas no oceano, lindas. Mas dá um trabalho tornar habitável". Depois disso, levantou, discutiu com o garçom, com o espelho foi embora e me deixou a conta toda.

Um comentário:

marjoriebier disse...

Acrescento: LINDAS, DIFICEIS DE TORNAL HABITAVEL, SOMEM NO MEIO DO OCEANO E AFOGAM QUEM ALI PERMANECE